Menu

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Nossas fontes de pesquisa e inpiração: I love Lucy

Nesse instante, o Núcleo vem reunindo materiais para os estudos e prática da comicidade feminina.
A serie I love Lucy é uma via muito fértil para a nossas pesquisa, pois aborda o cotidiano de Lucy, uma mulher que busca novas lógicas e formas de reagir a situações.
I love Lucy foi ao ar em 1951, extendendo-se até por 1960, produzindo um total de 194 episódios.
A serie marcou uma época, onde pela primeira vez, o cotidiano das famílias da classe média americana era retratado na televisão. O foco era a rotina de Lucy, uma dona de casa que leva o marido Rick Ricardo (o cubano Desi Arnaz) à loucura com suas trapalhadas.
Lucille Ball, foi vencedora de diversos prêmios EMMY : Comediante Feminina (1953) , Atriz de Performance Contínua (1956) entre outros.
Consagrado no hall da fama dos programas de TV, I Love Lucy explorou pela primeira vez temas comuns hoje em dia, tais como companheirismo, machismo, feminismo e situações arriscadas que acabam dando errado.
Lucille Desiree Ball, a primeira mulher comediante da TV, nasceu em 6 de agosto de 1911 em Jamestown, Nova York. Começou a estudar teatro aos 15 anos. Adolescente, trabalhou como modelo enquanto tentava conseguir uma vaga na Broadway. Em 1930, sua carreira deslanchou quando participou do filme Roman Sacandals e de diversas comédias

video video

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Núcleo na Feevale

video